sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Produtos Naturais, Orgânicos, Biológicos, Veganos, Cruelty-free...como distinguir?


Hoje em dia os termos usados para rotular os produtos cosméticos são tantos que acabamos por nos confundir ou nem saber ao certo ao que se referem e nem o que estamos a comprar.
Para te ajudar melhor a distinguir entre produtos naturais e orgânicos...e saber quando são veganos e cruelty-free, trouxe-te este post...

Natural:
Um produto é considerado natural quando contém ingredientes que têm origens naturais e não sintéticas. Ingredientes sintéticos são produzidos e manipulados em laboratório e não são encontrados na natureza.
Os produtos naturais normalmente não contêm ingredientes como petrochemicals (petroquímicos), parabens (parabenos), sodium lauryl and laureth sulfates (sulfatos), phthalates, synthetic dyes/synthetic colors (tintas e cores sintéticas).
Porém, o termo "natural" rotulado num produto não é regulamentado! Qualquer marca pode estampar "natural" nos seus rótulos mesmo que o produto em questão esteja cheio de ingredientes tóxicos ou tenha ingredientes naturais que foram posteriormente processados e alterados (GMO).
A melhor forma de descobrires se um produto é natural ou não é leres com atenção a sua lista de ingredientes!
Mas ao leres os ingredientes pode te fazer um bocado de confusão alguns termos científicos de ingredientes naturais que podem dar a sensação serem sintéticos, como por exemplo, Sodium chloride  (cloreto de sódio) que é apenas sal, ou citric acid (ácido cítrico) que é um componente encontrado em limões e em outros frutos cítricos, ou sodium cocoate que é apenas óleo de coco, entre outros...

Alguns exemplos de ingredientes sintéticos são:
  • Parabens (ethyl, methyl, propyl, & butyl)
  • Synthetic fragrance
  • Synthetic colors
  • PEGs (Polyethylene Glycol)
  • Formaldehyde
  • Butylated hydroxyanisole or Butylated hydroxytoluene            
  • Petroleum or petrolatum
  • Coal tar
  • DEA (Diethanolamine) e TEA (Triethanolamine)         
  • Urea (Diazolidinyl or Imidazolidynl urea)
  • DMDM Hydantoin
  • Phthalates
  • Propylene Glycol
  • PVP
  • PVC
  • Sodium Lauryl/Laureth Sulfate         
  • Tetrasodium/Disodium EDTA    
  • Triclosan
  • Chlorphenesin
  • Methylchloroisothiazolinone
  • Methylisothiazolinone
  • Hydroquinone
  • ...
Orgânicos:
A principal diferença entre os produtos naturais e os orgânicos é que os produtos orgânicos têm normas rigorosas em relação à pureza dos ingredientes e têm que ser obrigatoriamente regulamentados por uma organização que os controla.
Para um produto ser orgânico não pode ter pesticidas sintéticos, herbicidas sintéticos, fertilizantes (petroleum fertilizers ou sewage sludge fertilizers), ou o uso de antibióticos ou hormonas de crescimento, e não pode ser um organismo geneticamente modificado (GMO - genetically modified organism).
O processo de cultivação das fontes orgânicas para a derivação dos ingredientes deve ser ecológico e não deve poluir o meio ambiente. A embalagem deve também ser ecológica, isto é, usar materiais recicláveis.
Os ingredientes, como a manteiga de karité e o óleo de tea tree, por exemplo, são colhidos de forma natural, o que significa que têm origens no seu habitat natural historicamente antigo e são então colhidos de acordo com um processo ecológico de não perturbar e/ou destruir o seu habitat natural.

Os produtos cosméticos rotulados como naturais ou orgânicos podem ser bastante enganosos.
Um produto com pouca percentagem de ingredientes naturais pode continuar a ser rotulado como sendo "natural". Mas para rotular um produto como sendo orgânico, as marcas têm que ter o seu produto organicamente certificado pela USDA ou outra organização. Um produto só é declarado orgânico se tiver 95% ou mais de ingredientes orgânicos (esta percentagem varia de organização para organização). Produtos com uma composição orgânica equivalente a 70% ou mais podem ser rotulados como sendo "Feitos com Ingredientes Orgânicos". Ou seja, produtos que alegam ser feitos com ingredientes orgânicos podem continuar a conter 30% de ingredientes sintéticos prejudiciais!
Os produtos que tenham 95% ou mais de ingredientes organicamente certificados são rotulados como "orgânico" e os produtos que tenham 100% de ingredientes orgânicos são rotulados com "100% orgânico".
Existem ainda outras organizações de certificações, como a Ecocert e NSF, que criam as suas próprias regras às quais as marcas têm de cumprir.

Biológicos:
Um produto biológico é o equivalente a ser orgânico. Um produto só é rotulado como sendo organicamente certificado, mas podemos descrevê-lo como sendo biológico. Se um produto apenas tiver escrito no rótulo que é biológico sem nenhuma certificação, não há garantias que seja totalmente genuíno!
Segundo a USDA heis a definição de orgânico:
“A labeling term that indicates that the food or other agricultural product has been produced through approved methods. These methods integrate cultural, biological, and mechanical practices that foster cycling of resources, promote ecological balance, and conserve biodiversity. Synthetic fertilizers, sewage sludge, irradiation, and genetic engineering may not be used.”

Veganos:
Vegano é o termo usado para descrever os cosméticos livres de produtos animais. As marcas de cosméticos veganos são também cruelty-free, mas é possível que um produto vegano possa ser composto por conservantes sintéticos como o methyl- e propylparaben, e portanto não ser "natural".

Alguns ingredientes derivados de animais (não-veganos) encontrados em cosméticos:
  • Amino Acids
  • Arachidonic Acid
  • Arachidyl Proprionate
  • Beeswax. Honeycomb
  • Biotin. 
  • Carotene. Provitamin A. Beta Carotene.
  • Casein. Caseinate. Sodium Caseinate.
  • Castor. Castoreum.
  • Cetyl Alcohol.
  • Cetyl Palmitate.
  • Cholesterin.
  • Cholesterol.
  • Collagen.
  • Colors. Dyes (tintas).
  • Cysteine, L-Form.
  • Dexpanthenol.
  • Diglycerides.
  • Dimethyl Stearamine.
  • Egg Protein (Proteína de Ovo).
  • Elastin.
  • Fatty Acids.
  • Gel. Gelatin.
  • Glycerin. Glycerol. Glycerides. Glyceryls. Glycreth-26. Polyglycerol (Alternativa: vegetable glycerin)
  • Guanine. Pearl Essence.
  • Honey (Mel).
  • Hyaluronic Acid.
  • Hydrocortisone.
  • Hydrolyzed Animal Protein.
  • Isopropyl Lanolate. Isopropyl Myristate. Isopropyl Palmitate.
  • Keratin.
  • Lactic Acid. Lactose.
  • Lanolin. Lanolin Acids. Lanolin Alcohol. Wool Fat. Wool Wax.
  • Linoleic Acid.
  • Milk Protein.
  • Mink Oil.
  • Monoglycerides. Glycerides. 
  • Musk (Oil).
  • Myristic Acid. 
  • Nucleic Acids.
  • Ocenol. Octyl Dodecanol.
  • Oleic Acid.
  • Palmitate. Palmitic Acid. Palmitamine. Palmitamide.
  • Panthenol. Dexpanthenol. Vitamin B-Complex Factor. Provitamin B-5.
  • Panthenyl.
  • Placenta. Placenta Polypeptides Protein. Afterbirth.
  • Polyglycerol.
  • Polypeptides.
  • Polysorbates.
  • Pristane.
  • Progesterone.
  • Provitamin A. Provitamin B-5. Provitamin D-2.
  • Retinol.
  • Silk. Silk Powder.
  • Spermaceti. Cetyl Palmitate. Sperm Oil.
  • Stearic Acid. Stearamide. Stearamine. Stearates.
  • Stearyl Alcohol. Stearyl Betaine. Stearyl Caprylate. Stearyl Caprylate.
  • Tallow. Tallow Fatty Alcohol. Stearic Acid.
  • Tyrosine.
  • Urea. Carbamide.
  • Uric Acid.
  • Vitamin A.
  • Vitamin B-Complex Factor. Vitamin B Factor. Vitamin B12.
  • Vitamin D. Ergocalciferol. Vitamin D2. Ergosterol. Provitamin D2. Calciferol. Vitamin D3.
  • Vitamin H.
  • Wax (cera).
  • Whey.
  • Wool Fat. Wool Wax.
  • Etc...
A lista que fiz foi para os ingredientes derivados de animais mais comuns em cosméticos. Mas existem mais que podes encontrar aqui neste site.

Cruelty-free:
Produtos que sejam cruelty-free, aqueles que não são testados em animais, não são necessariamente veganos, orgânicos, ou naturais.
Existem inúmeras marcas de cosmética que são cruelty-free, mas os seus produtos têm muitos ingredientes sintéticos.
Uma boa forma de ver que produtos existem que são cruelty-free é verificares no rótulo se tem um símbolo de um coelhinho ou então visitar o site Leaping Bunny que contém uma lista sempre atualizada de marcas que não testam em animais.

Recapitulando...
Um ingrediente orgânico é sempre natural. E os produtos veganos são cruelty-free.



Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial

0 comentários:

Enviar um comentário