quinta-feira, 4 de maio de 2017

Como combater os piolhos?


Durante anos sempre existiu aquele mito que os negros nunca apanham piolhos...na verdade, até é muito raro, primeiro porque os fios do cabelo crespo têm caracóis muito apertados e já que os piolhos amam subir e descer pelos fios isto não lhes facilita, e por outro lado é porque adoramos pôr óleos e produtos gordurosos no cabelo e eles também não gostam disso! Apesar de ser raro, eu já apanhei quando tinha 5 anos quando vivia no Alentejo, por isso convém estar sempre alerta.

O piolho é um insecto extremamente pequeno, com cerca de 2,5 a 3,0 mm de comprimento, não tem asas e tem três pares de patas quase do mesmo tamanho. Na ponta das patas tem garras que usa para se agarrar aos fios de cabelo.
Os piolhos alimentam-se exclusivamente do sangue que sugam do nosso couro cabeludo. Eles vivem a sua vida a passar de cabeça em cabeça a sugar o sangue das pessoas...
São muito difíceis de ver a olho nu, até porque eles se movem muito rápido sobre o cabelo, principalmente quando expostos à luz.
Os piolhos têm de se alimentar pelo menos 6 vezes por dia de forma a sobreviverem.
Não caem facilmente do cabelo porque é lá que gostam de estar para se alimentarem. Se um piolho cair dos fios, provavelmente é porque está doente ou a morrer, por isso, a probabilidade de voltar de novo à cabeça de alguém é muito baixa.

As lêndeas são os ovos dos piolhos, têm cerca de 0,8mm de comprimento e 0,3mm de largura e com uma cor entre esbranquiçada a acastanhada. Os ovos ainda não eclodidos parecem ser mais acastanhados e geralmente são mais difíceis de ver a olho nu.
Os ovos "mortos" (já eclodidos), são aparentemente mais esbranquiçados e são mais visíveis a olho nu.
As fêmeas fixam os ovos nos fios junto ao couro cabeludo. Geralmente são lançados 5 ovos por dia por cada piolho fêmea, mas estima-se que só 1 em cada 5 lêndeas "sobrevive" e dá origem a um piolho.
A casca dos ovos é muito resistente à penetração de substâncias, como os insecticidas, e não caem facilmente mesmo se se abanar os fios de cabelo. Depois de 7 dias, aproximadamente, nasce um novo piolho e a casca da lêndea fica então vazia mas continua presa ao fio de cabelo.
Normalmente as lêndeas que estão juntas ao couro cabeludo ainda são "ovos vivos" em que ainda não nasceram novos piolhos por ser um local mais quente e húmido completamente ideal para o desenvolvimento dos piolhos. E normalmente as que tiverem a mais de 1cm de distância do couro cabeludo são ovos já abertos.

Como se pega o piolho?
Todos nós podemos apanhar piolhos, mas as crianças em idade escolar costumam apanhar com uma maior facilidade.
A forma de transmissão mais comum é o contacto directo com outra pessoa que tenha piolhos, os piolhos passam de uma cabeça para outra.
Os piolhos só rastejam, não saltam nem voam!
Outra transmissão possível mas menos comum, é pela partilha de chapéus, bonés, bandoletes, escovas, pentes, fronhas, etc.
A transmissão dos piolhos nada tem a ver com a falta de higiene, qualquer um pode estar sujeito a apanhar piolhos!

Sobrevivência do piolho
Cada piolho vive em média 20 a 30 dias nos fios de cabelo.
Fora do cabelo os piolhos sobrevivem muito pouco tempo, ou seja, aguentam apenas 1 ou 2 dias, pois precisam de se alimentar constantemente de sangue, portanto, não fazem ninhos nas almofadas! Podem ficar nos chapéus, bonés, bandoletes, etc. mas por pouco tempo.
Os piolhos mais adultos normalmente são os que se movem mais e passam mais de cabeça em cabeça do que os piolhos mais jovens. Os piolhos mais jovens costumam ficar mais próximos do couro cabeludo e não se mexem tanto.

Como distinguir as lêndeas da caspa:
  • As lêndeas apresentam uma maior resistência - as lêndeas dificilmente se separam dos fios de cabelo, ficam bem presas, enquanto que a caspa sai facilmente. Se ao abanares o cabelo os "pontos brancos" saírem com facilidade é porque se trata de caspa.
  • As lêndeas não são eliminadas com uma simples lavagem, ao contrário da caspa que pode - se após uma ou duas lavagens os "pontos brancos" persistirem, o mais provável é que se trate de lêndeas e não de caspa. Além disso é recomendável usar um shampoo anti-caspa para se comprovar.
  • As lêndeas distanciam-se do couro cabeludo à medida que o cabelo cresce - quanto mais longe as lêndeas estiverem da raiz maior a probabilidade de estarem mortas.
  • A caspa costuma ter uma cor branca mais intensa enquanto que as lêndeas podem ter um tom mais pérola - e também poderás distinguir pela forma, os ovos do piolho têm uma forma mais alongada, enquanto que a caspa pode ter qualquer forma e pode ter dimensões maiores.

Como detectar os piolhos?
O principal sintoma é a comichão frequente no couro cabeludo, nomeadamente próxima da região da nuca e atrás da orelha. Há pessoas que sentem imensas comichões e podem acabar por causar feridas no couro cabeludo e gerar infecções e outras complicações.

Noutras pessoas a comichão não é muito acentuada, por isso não percebem que têm piolhos e a infestação pode aumentar.
Se nunca tiveste piolhos, pode demorar entre 4 a 6 semanas até que as comichões apareçam, e durante este período os piolhos podem ser transmitidos a outras pessoas!

A forma mais eficaz de procurar pelas lêndeas e piolhos é com um pente próprio de detecção de lêndeas/piolhos. Esta forma é 4 vezes mais eficaz e perde-se metade do tempo do que procurar a olho nu!
A distância entre os dentes do pente não devem exceder os 0.2mm, senão não se conseguirá apanhar os ovos mais pequenos.
Pode-se pentear no cabelo seco ou molhado, contudo alguns estudos provaram que se o cabelo tiver apenas poucos piolhos, conseguirás detectá-los com maior facilidade quando o cabelo está com condicionador posto antes de penteares. Isso previne que o piolho se mova, tornando-se mais fácil que se apanhe com o pente.
  • Põe uma toalha à volta dos ombros.
  • Divide o cabelo em 4 ou mais partes e aplica o condicionador em todo o cabelo molhado.
  • Penteia o cabelo com um pente ou escova normal de forma a desembaraçá-lo e tirar os nós.
  • Aplica mais condicionador (para ajudar a descolar as lêndeas dos fios podes misturar um pouco de vinagre no condicionador).
  • Cobre o cabelo com uma touca de plástico e deixa ficar assim durante 30min pelo menos.
  • Tira uma pequena secção de cabelo de uma das partes (começando por trás), e começa a pentear essa secção com o pente de detecção de piolhos*.
  • Cuidadosamente penteia desde o inicio da raiz até às pontas.
  • Limpa o pente com uma toalha branca de papel e procura pelos piolhos (se necessário usa uma lupa).
  • Continua a pentear o resto do cabelo.
  • No final, repete o processo todo outra vez para certificares que não faltou pentear nenhum sítio.
Dica: Certifica que tens uma boa luz na divisão que te encontras de forma a poderes detectar melhor os piolhos.
Este método do condicionador é 90% eficaz, por isso mesmo se não encontrares lêndeas ou piolhos, repete este método de 3 em 3 dias durante as próximas duas semanas para teres 100% de certezas!
Se não tens bem a certeza se as lêndeas estão completamente extintas, podes usar uma luz negra. Com a exposição da luz negra sobre o cabelo, as lêndeas vão brilhar e assim será mais fácil identificá-las.




Melhor pente de detecção de piolhos*:
Segundo a Amazon o pente Nit Free Terminator Lice Comb está classificado como o melhor pente para detectar lêndeas e piolhos. Segundo as reviews, a razão das pessoas amarem tanto este pente deve-se ao facto de ter "micro canais" entre os dentes que apanha até as lêndeas mais minúsculas. Podes ver clicando aqui.
A pega do pente tem pequenas ondulações para prevenir que o pente escorregue das mãos quando se penteiam cabelos grossos e resistentes.
O único sítio que encontrei este pente com entrega disponível para Portugal a um preço acessível foi no eBay. Podes ver aqui. (Atenção: existem uns falsificados da China/Hong Kong mas a qualidade não é nem tão perto a mesma!)


Como fazer o tratamento?
Se apenas vês lêndeas "mortas", ou seja, cascas abertas agarradas aos fios de cabelo, não há necessidade de começar um tratamento. No entanto, é sempre importante que durante 14 dias verifiques todos os dias se realmente as lêndeas não estão "vivas"!

O tratamento pode consistir apenas no método do pente com condicionador (método descrito acima), ou pode ser um tratamento com produtos específicos ou até mesmo a combinação das duas formas.

Tratamentos Naturais:
Vinagre de maçã ou quassia :
O vinagre ajuda a descolar os piolhos e as lêndeas dos fios, mas não mata os piolhos! Pode no entanto matar algumas lêndeas!
Aquece o vinagre até ficar morno e depois mistura-o com um condicionador.
Quando aplicado e abafado com um touca de plástico por pelo menos 30 minutos, o vinagre dissolve a camada que envolve o ovo (lêndea), impedindo a fixação do mesmo no fio de cabelo.
Depois é só passar o pente de detecção de piolhos que as lêndeas e os piolhos irão sair com facilidade.


Óleo de coco e Azeite Extra-virgem:
O óleo de coco e o azeite por terem grandes moléculas são capazes de sufocar e matar os piolhos. No entanto, pode não ser 100% garantido porque certos piolhos podem tornar-se resistentes a este método.
1. Satura o cabelo com muito óleo de coco ou azeite.
3. Coloca uma touca de plástico e deixa assim durante umas horas (3h-4h).
4. Penteia o cabelo com o pente de detecção de piolhos para retirar o maior número possível de ovos e piolhos.
5. Lava normalmente o cabelo com shampoo e condicionador.

Outra técnica muito eficaz:
1. Satura o cabelo com muito óleo de coco ou azeite.
2. Coloca uma touca de plástico e senta-te debaixo do secador ou heat cap durante algumas horas (o secador ou heat cap é opcional).
3. Lava o cabelo com vinagre de maçã (1/4 de uma chávena de vinagre para 3/4 de água).
4. Satura outra vez o cabelo com muito óleo de coco ou azeite e mais um condicionador hidratante (é preferível um condicionador com silicones insolúveis!).
5. Depois é só pentear o cabelo com o pente de detecção de piolhos para remover os piolhos e lêndeas.


Óleo de Tea Tree e outros óleos essenciais:
O Óleo de Tea Tree, Óleo de Neem, Óleo de Alecrim ou Óleo de Lavanda agem como repelentes para os piolhos, mas não os matam.
Para os óleos essenciais conseguirem matar os piolhos seria necessário usar uma grande concentração, e essas grandes concentrações iriam irritar extremamente a pele.
Uma boa forma de usar o óleo de tea tree ou qualquer outro óleo essencial de forma a prevenir os piolhos é adicionar algumas gotas do óleo no shampoo e/ou condicionador.
Outra maneira de juntar o útil ao agradável, ou seja, um óleo que age como tratamento com um óleo de prevenção, seria adicionar umas gotas do óleo de tea tree ou óleo de neem no óleo de coco ou no azeite. Cobrir o cabelo com uma touca de plástico e deixar estar por umas horas. Depois é só pentear com um pente de detecção de piolhos para remover os piolhos e as lêndeas. A seguir lava-se o cabelo.
Quando estiveres a fazer o Moisturize & Seal ao cabelo, podes também adicionar umas gotas de óleos essenciais ao teu óleo vegetal preferido.
(Vendem todos os óleos essenciais no site iHerb.com , usa o cupão - RAQ119 - para teres 5€ de desconto na primeira compra)


Vaselina (Petroleum jelly) e Óleo Mineral:
A vaselina e o óleo mineral têm se mostrado um dos melhores tratamentos naturais no combate aos piolhos. Revestem a superfície cerosa dos piolhos e causam algum bloqueio no seu sistema respiratório. No entanto, podem não ser tão eficazes no combate às lêndeas. Além disso a vaselina e o óleo mineral deixam o cabelo muito "pesado" e são bastante difíceis de remover dos cabelos, só são removidos a fundo usando um shampoo clarificador.
Produtos de tratamento à base de Óleo Mineral/Vaselina: Paranix.


Silicones (Dimethicone):
O dimethicone é um silicone que cria um película que cobre e mobiliza completamente o piolho provocando-lhe asfixia, desidratação e um colapso intestinal que causa a sua morte.
Existem produtos/loções de tratamento de piolhos que têm o dimethicone ou cyclomethicone como ingrediente activo no tratamento. É um produto que pode ser bem tolerado pelas crianças e para além disso pode ser aplicado durante longos períodos sem algum inconveniente.
Este produto é recomendado para peles sensíveis como a pele dos bebés até aos 2 anos, crianças asmáticas, mulheres grávidas ou em período de amamentação.


Fazer brushing:
Usar o calor directo dos secadores é capaz de matar cerca de 98% das lêndeas e 55% dos piolhos. Mas nunca deves combinar este método com um shampoo de tratamento, já que muitos têm ingredientes inflamáveis!
Este método deve ser feito com o cabelo limpo e pode ser combinado com a técnica de pentear com condicionador ou óleo de coco ou azeite.
1. Satura o cabelo com azeite, cobre o cabelo com uma touca de plástico e deixa actuar pelo menos 30min.
2. Penteia com um pente de detecção de piolhos.
3. Lava o cabelo normalmente.
4. Seca e alisa com o secador de mão.


Shampoo com Enzimas:
Este tipo de shampoos atacam os piolhos, mas não contêm pesticidas e não são tóxicos.
Eles contêm enzimas que dissolvem o exoesqueleto do insecto. Estas enzimas também dissolvem a cola dos ovos que prende as lêndeas ao fio de cabelo.
Aplica-se o shampoo no cabelo e deixa-se atuar pelo menos 15min. Depois disso retira-se as lêndeas e os piolhos penteando com um pente de detecção de piolhos.
Podes ler mais neste artigo aqui.
Existem vários shampoos com enzimas, mas tens um exemplo de um bom aqui.
Porém esta técnica não é muito falada porque algumas pessoas dizem não ser muito eficaz.



Tratamento com insecticidas:
Este tipo de tratamento é o que menos aconselho. Os tratamentos com insecticidas devem ser usados em último caso quando já nenhum tratamento natural funcionou, porque podem ser tóxicos e conter ingredientes cancerígenos!
  • Antes de começares um tratamento de produtos específicos marca uma consulta com o teu médico.
  • Num tratamento para combater os piolhos é importante que sigas cuidadosamente todas as instruções. Questiona o médico ou o farmacêutico sobre os ingredientes, a eficácia do produto, usabilidade, os possíveis efeitos secundários, etc.
  • Muitas vezes quando compras os tratamentos de piolhos, o pente de detecção de piolhos já vem incluído. No entanto, verifica sempre se esse pente cumpre com a distância de milímetros recomendada, se não cumprir deverás adquirir outro pente mais eficaz.
  • Nunca uses um produto de tratamento numa criança com menos de 2 anos antes de consultares o seu pediatra. 
  • Quando enxaguares o produto de tratamento nunca o faças numa banheira, faz sempre a lavagem do cabelo num lavatório para que o produto não escorra pela pele do corpo.
Lindano (Lindane) - É um insecticida organoclorado que tem sido muito utilizado para tratamento dos piolhos por ser bastante eficaz, no entanto foi classificado pela OMS por ser potencialmente cancerígeno e neurotóxico! Foi proibida a sua utilização na Califórnia, Austrália, Reino Unido e muitos outros países ocidentais. (Podes ler mais aqui neste artigo do Público)
O lindano reduz a inibição neuronal, o que leva a hiperexcitação do sistema nervoso central, resultando em paralisia, convulsões e morte do parasita.
Normalmente está disponível em forma de champô.
Nomes científicos para o Lindano: Hexacloreto de gama-Benzeno; Hexaclorocicloexano; Hexacloreto de Benzeno.

Melatião (Melathion) - é um insecticida organofosforado sintético que causa a paralisia respiratória do piolho. É relativamente seguro usar em humanos.
É normalmente considerado uma terapêutica de segunda escolha, apenas usado nas situações de resistência aos outros tratamentos.

Permetrina (Permethrin) - é um inseticida sintético que causa uma exaustão do sistema nervoso dos piolhos.
É bastante vulgar e dos mais usados no que toca ao combate aos piolhos. Contudo, segundo a EPA esta substância foi classificada como possível cancerígena para os seres humanos.


Tratamentos de Prevenção:
Podes usar um shampoo que contenha óleos essenciais como o óleo de tea tree, ou óleo de neem ou óleo de alecrim, etc como prevenção contra os piolhos. Como os piolhos detestam o cheiro destes óleos essenciais, vão fugir a sete pés!
Também podes fazer tu próprio um shampoo assim, é só pegares no teu shampoo regular e adicionadores algumas gotas de um destes óleos essenciais.
Podes igualmente fazer um spray repelente adicionando umas gotas de óleo de neem ou óleo de tea tree ou óleo de tomilho num borrifador com água.

Deixo-te aqui algumas sugestões de produtos de prevenção sem insecticidas químicos:
1. Hyland's Quit Nits Complete Head Lice Kit
É um kit que vem com um produto de tratamento para matar piolhos (composto pela planta Quassia amara como ingrediente ativo) + o spray repelente (com eucalipto como ingrediente ativo) + uma touca de plástico + pente de detecção de piolhos.
  1. Aplica o produto de tratamento em todo o cabelo seco, a começar por de trás das orelhas em direcção ao pescoço e depois pelo restante cabelo (mantém os olhos fechados ou protege-os com uma toalha) .
  2. Cobre o cabelo com a touca de plástico, deixa assim por 4h para humedecer o cabelo (para casos de grandes infestações remove a touca após 4h e deixa o produto atuar durante a noite toda).
  3. Lava o cabelo com água quente (não a ferver!) e o teu shampoo regular. 
  4. Aplica condicionador e remove os piolhos e as lêndeas com o pente de detecção de piolhos (se o cabelo secar enquanto estiveres a pentear vai borrifando com água para mantê-lo molhado).
  5. Depois de pentear borrifa todo o cabelo com spray repelente. 
  6. Usa sempre o spray repelente se fores estar em contacto com pessoas infectadas.
A única desvantagem deste kit é que as embalagens são muito pequenas, por isso precisas de adquirir várias embalagens para dar para o cabelo todo.
Onde comprar? No site iHerb.com (usa o cupão - RAQ119 - para teres 5€ de desconto na primeira compra) 
2. Nature's Gate Calming, Tea Tree + Sea Buckthorn Vegan Shampoo
É um shampoo vegano de prevenção (sem sulfatos) que contém óleo de tea tree, óleo de jojoba, extractos de mentol, extractos de alecrim, entre outros extractos de plantas.
Onde comprar? No site iHerb.com (usa o cupão - RAQ119 - para teres 5€ de desconto na primeira compra)
3. Babo Botanicals Lice Repel Shampoo
É um shampoo de prevenção (sem sulfatos) ideal para bebés e crianças que contém óleo de alecrim, óleo de tea tree, hortelã, extractos de camomila e outros extractos de plantas.
Onde comprar? No site iHerb.com (usa o cupão - RAQ119 - para teres 5€ de desconto na primeira compra)
4. Desert Essence Tea Tree Replenishing Shampoo
É um shampoo vegetariano de prevenção (sem sulfatos) que contém óleo de tea tree, óleo de hortelã-pimenta e óleo de eucalipto.
Onde comprar? No site iHerb.com (usa o cupão - RAQ119 - para teres 5€ de desconto na primeira compra)
5. Avalon Organics Tea Tree Mint Therapy Scalp Normalizing Shampoo
É um shampoo vegano de prevenção (sem sulfatos) que contém aloe vera, óleo de eucalipto, óleo de tea tree, hortelã-pimenta, extractos de alecrim, extractos de camomila e outros extractos de plantas.
Onde comprar? No site iHerb.com (usa o cupão - RAQ119 - para teres 5€ de desconto na primeira compra)
6. Hyland's Quit Nits Everyday Head Lice Preventative Spray
É um spray repelente que tem como ingrediente ativo o eucalipto. Deve ser usado sempre que se for estar em contacto com alguém com piolhos. Tem uma protecção até 8h.
Onde comprar? No site iHerb.com (usa o cupão - RAQ119 - para teres 5€ de desconto na primeira compra)


Como evitar apanhar piolhos?
  • Verificar 2-3 vezes por ano com o método do pente com condicionador.
  • Roupas, lençóis e toalhas de uso pessoal usados por quem tem piolhos e depois de fazer o tratamento devem ser lavados a uma temperatura elevada (60º) ou limpos a seco. A limpeza de pentes, escovas e outros acessórios cabelo deve ser feita com uma solução desinfectante (álcool) ou lavagem com água a ferver.
  • Devem ser feitos tratamentos preventivos ou com shampoos preventivos ou com sprays. 
  • Se o teu filho/a apanhou piolhos recentemente, deve-se alertar os restantes pais da escola para que tratem dos filhos que tenham piolhos. Todos devem combinar fazer o tratamento na mesma altura.
  • Para as meninas o mais indicado é andar sempre com o cabelo preso em rabo-de-cavalo ou em bun (coque). Não é aconselhável emprestar elásticos, pentes e escovas às amigas.
  • Para os meninos usar boné pode ajudar a evitar o contacto directo com outras crianças infectadas.




Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial

0 comentários:

Enviar um comentário